Assine a nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo

Câmara-Fria-Industrial

Câmara Fria Industrial: o que é, para que serve e quais os cuidados que devem ser tomados

A câmara fria industrial é um equipamento fundamental para garantir o isolamento térmico e a qualidade do armazenamento de produtos. Saiba mais!

A câmara fria industrial ajuda a manter a qualidade dos produtos refrigerados e, por isso, ela é considerada como um dos equipamentos mais importantes para garantir o isolamento térmico e manter a conservação dos itens por longo período.

Muitos insumos podem precisar de um ambiente refrigerado: vacinas, frutas, legumes, pescados, entre outros. A ideia é que esses alimentos e medicamentos fiquem armazenados por um período em uma temperatura determinada, de acordo com as necessidades específicas individuais.

Fazer o controle de temperatura, no entanto, não é tarefa fácil. Afinal, é preciso contar com equipamentos que isolem o ambiente e impeçam a entrada de calor no espaço interno. Ou seja, a câmara fria industrial representa uma verdadeira barreira protetora dos insumos.

Quando um ambiente sofre com a entrada de calor, é possível que a câmara frigorífica sofra com infiltrações, por essa razão, é importante contar com equipamentos que permitam máxima vedação e o isolamento térmico industrial – como é o caso de uma porta rápida, na qual falaremos mais logo adiante.

Existem algumas razões principais que fazem com que uma câmara frigorífica sofra com infiltrações:

  • Falta de vedação das paredes ou portas isolantes;
  • Abertura das portas por longos períodos – o que ocasiona a entrada de calor no espaço;
  • Falta de controle da temperatura e umidade no ambiente interno.

A boa notícia é que existem soluções para evitar todos esses problemas. A seguir, entenda mais sobre câmara fria, como criá-la e preservar a sua qualidade.

O que é câmara fria industrial?

A câmara fria é uma barreira para acomodar diferentes produtos que precisam de isolamento térmico e refrigeramento. Ela é formada por uma série de equipamentos que ajudam a deixar o espaço com uma temperatura homogênea e controlada.

O projeto de uma câmara fria industrial, portanto, necessita de equipamentos que sejam isolantes térmicos e ofereçam máxima vedação, evitando assim, a entrada de calor no espaço.

De maneira geral, esse equipamento tem o objetivo de garantir a qualidade dos produtos e máxima durabilidade, o que evita o estrago e perda de eficiência. Contar com um ambiente refrigerado é o segredo para isso.

 O que é infiltração de uma câmara fria industrial?

A infiltração em uma câmara de congelamento é um problema mais comum do que se imagina e pode ocasionar em muitos outros, prejudicando diretamente a matéria-prima ou o produto final armazenado.

Para isso, existem alguns pontos de atenção em relação à câmara fria industrial, tais como:

  • Formação de gelo nas entradas;
  • Temperatura exterior adentrando o ambiente interno;
  • Obstrução dos equipamentos responsáveis pelo refrigeramento – o que ocasiona em uma falta de estabilidade climática.

O resultado disso é perda dos produtos armazenados e também no aumento de custos, já que a câmara frigorífica tem um esforço maior para tentar refrigerar o ambiente. Para deter isso, é importante contar com equipamentos que forneçam máxima vedação.

Outro ponto de atenção é contar com portas que não fiquem abertas por longo período, pois isso pode ser prejudicial ao isolamento térmico. Neste contexto, as portas rápidas industriais são excelentes aliadas.

Tipos de câmara fria industrial

Existem dois tipos principais de câmara fria que se distinguem por seus níveis de temperatura: as de resfriamento e congelamento. A seguir, vamos entender as principais diferenças.

Câmara de resfriamento

A câmara de resfriamento mantém os produtos a uma temperatura próxima a 0ºC, como uma geladeira comum. Logo, elas são ideais para manter um insumo a um clima frio, mas que não chega a congelá-lo, como: cervejas, carnes, frutas e legumes, verduras, entre tantos outros.

Câmara de congelamento

Por outro lado, as câmaras frias de congelamento são aquelas que realmente atingem temperaturas negativas e ajudam a manter um insumo congelado ou a deixá-lo nessa condição. Elas variam de -1°C a -20°C e atendem a produtos como: gelo, pescados, frangos, carnes congeladas, sorvete, entre outros.

Aplicação da câmara fria industrial

A montagem de uma câmara frigorífica pode estar relacionada a diferentes segmentos industriais. Seja para estocagem de produtos já resfriados ou congelados, para realizar o refrigeramento ou congelamento e antecâmara.

Para todas essas aplicações, existe um modelo de câmara fria ideal e é importante definir o fluxo e o nível de rigorosidade para atender a demanda. Contar com os equipamentos certos é a melhor maneira de conseguir máxima eficiência.

As movimentações que acontecem em uma câmara fria industrial precisam de agilidade. Geralmente, são feitas com o uso de uma empilhadeira ou paleteira.

O desafio encontrado em locais voltados para o isolamento térmico e que necessitam de uma alta taxa de movimentação durante o dia é justamente preservar a temperatura com a abertura e fechamento das portas – além disso, se não contar com um modelo automatizado, isso ainda compromete a logística e produtividade no trabalho.

O recomendado é que as portas tenham abertura e fechamento muito rápido, o que, um operador sozinho não consegue, já que precisa descer do pallet para fechar a porta.

Por que usar uma porta rápida para câmaras frias?

Se você acompanhou a leitura até aqui, deve ter percebido como a entrada de calor no interior de uma câmara fria industrial pode ser prejudicial. Uma das razões mais comuns para esse problema acontecer é por falta de vedação das estruturas e muitas aberturas da porta durante o dia.

Para esses dois problemas, uma porta rápida industrial é a solução, equipamento que conta com máxima vedação. Elas são feitas com uma lona de PVC, que contribui para o isolamento térmico, e realiza o fechamento total do ambiente que se deseja isolar.

Além disso, as portas rápidas são automáticas, ou seja, não precisam da intervenção direta do homem para realizar a abertura. Elas podem ser acionadas por: botoeira, puxador, controle remoto, laço de indução, entre outros.

Em relação ao tempo de abertura e fechamento, as portas possuem alta velocidade e foram projetadas para ilimitadas aberturas diárias, sem comprometer o isolamento térmico, além de garantir redução de custos.

Não importa quais são as necessidades, seja congelamento ou só resfriamento, a porta rápida é uma solução fundamental para garantir isolamento térmico. A RAYFLEX está há mais de 30 anos trabalhando com portas industriais para os mais diversos segmentos industriais e é referência no mercado.

Para conhecer o modelo ideal para a câmara fria industrial do seu negócio, entre em contato e solicite um orçamento!