Assine a nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo

Camara-fria

Como garantir segurança e qualidade em câmaras frias?

Evite acidentes e contaminações em seu ambiente operacional. Neste artigo, explicamos quais técnicas e tecnologias garantem a qualidade e segurança em câmaras frias!

O condicionamento térmico é decisivo para prevenir a degradação, contaminação e perda de diferentes materiais e produtos. Seja no segmento alimentício, químico ou farmacêutico, as câmaras frias desempenham um papel fundamental em diversas etapas da cadeia produtiva, desde a fabricação e conservação até o transporte e a comercialização.

A escolha de equipamentos inadequados, a falta de atenção com as normas e os padrões de qualidade, a falta de manutenção, ou mesmo a falha de algum processo ou atividade podem comprometer gravemente a segurança de seus produtos e, claro, também de seus colaboradores.

Quando se trata de ambientes controlados, como as câmaras frias, cada detalhe importa! Esses locais demandam atenção redobrada com a prevenção de acidentes, contaminações, paradas inesperadas, entre outras preocupações.

Entenda quais técnicas e tecnologias fazem a diferença na qualidade e segurança de câmaras frias, e saiba como evitar penalidades e problemas em seu ambiente operacional!

Desafios e pontos de atenção das operações em câmaras frias

As câmaras frias são locais que exigem o máximo de atenção possível, pois são fundamentais para evitar a contaminação dos produtos que ali estão, com alimentos e bebidas.

Seja na indústria alimentícia, química ou farmacêutica, os materiais e produtos são manipulados, para maior segurança, com empilhadeiras e são locais de armazenagem e em nenhum momento os produtos são manipulados abertos. Caso ocorra tal manipulação dos produtos com as mãos, os mesmos já estarão embalados e não irão oferecer riscos de contaminação.

Outro ponto de atenção crucial das câmaras frias é em relação ao seu sistema construtivo. Para a garantia de uma armazenagem eficiente, é fundamental que estes ambientes sejam projetados com materiais isolantes, monitoramento da temperatura e possuam equipamentos de refrigeração adequados para garantir o armazenamento eficaz. 

Para isso, algumas dicas são indispensáveis:

  • Atendimento às normas de segurança patrimonial, pessoal e ambiental;
  • Controle das condições e dos parâmetros de qualidade conforme a necessidade de cada ambiente, umidade, temperatura e fluxo de pessoas;
  • Investimento em tecnologias de calibração, monitoramento e controle da troca de ar com ambientes externos;
  • Implementação de sistemas de degelo, painéis isotérmicos e equipamentos que promovam a vedação dos espaços;
  • Realização de testes e certificações da qualidade.

Vale destacar ainda que: a segurança e a qualidade das operações em câmaras frias envolvem a implementação de um conjunto de medidas e a atenção de todos da equipe!

Como as portas rápidas podem ajudar?

Além da função básica de separar os ambientes internos e externos, as portas rápidas desempenham um importante papel de barreira para controle de temperatura em locais que exigem alto controle de qualidade. Os equipamentos envolvem sistemas inteligentes que otimizam as operações e a fluidez dos processos, ao mesmo tempo que contribuem com o controle de temperatura e umidade dos ambientes.

O uso de portas rápidas fabricadas em materiais isolantes oferece alta performance para a vedação e o condicionamento térmico de câmaras frias. Considerando o fluxo de pessoas e materiais, é essencial contar com portas automáticas e de alta velocidade para reduzir a perda de frio e preservar produtos.

Dessa forma, a solução ainda permite importantes ganhos para o negócio, incluindo a economia de energia elétrica, com menos troca de ar entre os ambientes e menor carga das máquinas de refrigeração.

Portas rápidas RAYFLEX para câmaras frias

Há mais de 30 anos no mercado, a RAYFLEX é referência no fornecimento de portas rápidas para diversos segmentos. A partir da experiência no atendimento à cadeia de frio em todo o Brasil, nossos especialistas desenvolveram linhas exclusivas para as necessidades de câmaras frias: Frigoiso, Frigomax e Frigo M2.

As 3 opções possuem resistência a temperaturas de até – 30ºC, reduzindo custos com manutenção e energia elétrica no ambiente refrigerado. Entre os principais diferenciais das nossas portas rápidas para câmaras frias, estão:

  • Controle de temperatura e máxima vedação, fabricadas em lonas de vinil duplo com isolante térmico interno;
  • Velocidade de abertura ultrarrápida, evitando a troca de ar com os ambientes externos e, assim, a perda de frio e a entrada de umidade na câmara;
  • Modelos disponíveis com sistema de degelo, em que as guias laterais são aquecidas para evitar o acúmulo de gelo na porta;
  • Tecnologia exclusiva de auto reparação em casos de colisões e acidentes de veículos contra a lona da porta;
  • Sensores automáticos de comando que podem funcionar sem o toque das mãos, como botões ‘no touch’ e sensores de presença – uma medida que previne contaminações e agiliza o fluxo de trabalho;

Esse último diferencial exclusivo da RAYFLEX é um claro exemplo de que cada detalhe importa quando se trata da segurança e da qualidade nos ambientes operacionais! Cerca de 547 mil (15%) dos acidentes de trabalho entre 2012 e 2018 foram causados por contusões e esmagamentos.

Nossos equipamentos são totalmente inofensivos aos colaboradores pois possuem a lona flexível e sem barras metálicas horizontais, evitando danos em casos de colisão.

Quer conhecer na prática o funcionamento e os diferenciais de nossas portas rápidas para câmaras frias? Em nosso site, você encontra vídeos demonstrativos exclusivos de cada uma das nossas soluções.

Agora, caso queira saber mais sobre orçamentos e serviços, converse com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *