Assine a nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade

Conservação-dos-alimentos

A importância das portas rápidas para a conservação dos alimentos

A conservação dos alimentos é uma etapa crucial para garantir a qualidade dos produtos. Entenda a importância de contar com as portas rápidas!

A conservação dos alimentos é uma das principais etapas de toda a cadeia de produção da indústria alimentícia. É através desse processo que a indústria garante que os produtos estejam em ótimas condições para o consumo ao chegar na mesa de todos.

Desde os nossos antepassados e civilizações antigas, a conservação de alimentos já era praticada devido às diversas dificuldades encontradas naquele momento. Com a sabedoria do homem, ele pode perceber que seria fundamental garantir o estoque diante da supersafra para então consumi-los em momentos de crise, e então passou a conservá-los através da defumação do fogo, a utilização de temperos, especiarias e até mesmo com processos de fermentação.

Com o avanço da tecnologia ao longo dos anos, pode-se perceber que existem diversas formas de garantir que os alimentos estejam em excelentes condições para o consumo. No entanto, esse talvez seja um dos principais pontos da indústria alimentícia, já que qualquer descuido com relação à temperatura, luminosidade, umidade ou a vedação do ambiente pode ocasionar na contaminação e consequentemente em seu desperdício.

Métodos para a conservação dos alimentos

A conservação dos alimentos tem como definição um processo de garantir a qualidade dos produtos por um tempo maior, evitando a perda de suas proteínas e outras propriedades vitais, ou seja, sem alterar as suas condições naturais.

Desde o momento em que o animal é abatido e a carne retirada ou quando as frutas e as hortaliças são colhidas, suas propriedades começam a ser alteradas, ocorrendo o processo de deterioração. O bolor, mofo (no caso de alimentos úmidos) e a proliferação de bactérias, além da perda natural de suas substâncias, como é o caso das frutas e hortaliças que continuam respirando e transpirando após serem retiradas do solo e acabam utilizando suas próprias reservas energéticas, são exemplos de deterioração dos produtos

Atualmente, são diversos métodos que podem ser utilizados pelas indústrias para garantir que os alimentos estejam em ótimas condições de consumo após a colheita, sendo o resfriamento e o congelamento em câmaras frias os mais utilizados.

Resfriamento

O processo de resfriamento é utilizado para aqueles que necessitam de conservação em temperaturas positivas, entre 0ºC e 18ºC, para retardar o desenvolvimento dos microrganismos e a ação de enzimas. Entretanto, o tempo em que eles podem ficar nessas condições irá depender do tipo de alimento e suas características.

Frutas e hortaliças, queijos e ovos são alguns exemplos de produtos que podem ser resfriados.

Congelamento

O congelamento ocorre quando a temperatura for negativa, ou seja, abaixo de 0ºC, sendo considerado um dos métodos mais efetivos de conservação, já que quanto menor for a temperatura, mais baixa será às ações enzimáticas. Diferente do processo de resfriamento, o tempo de conservação pode ser mais longo, chegando até meses a depender do produto.

Carnes, produtos congelados, massas de salgados, peixes e alguns tipos de legumes são exemplos de produtos que podem ser congelados.

A importância de seguir as normas sanitárias na conservação dos alimentos

Quando o assunto é exclusivamente os alimentos, as normas sanitárias são muito rígidas para o seu cumprimento a fim de assegurar que os consumidores não irão passar por nenhum problema de saúde ao consumi-los.

Em um ambiente industrial, a movimentação de pessoas é muito alta. Sendo assim, os alimentos estão sujeitos a maiores riscos, o que exige maior atenção em todas as etapas produtivas e o uso de equipamentos corretos e higienizados. Além disso, vestimentas corretas, controle de pragas e o controle de temperatura, umidade e pressão são outros pontos importantes nesse processo.

A indústria que não garantir as condições mínimas de conservação dos seus produtos estará sujeita a multas, processos e até em interdições, tanto por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, como pelo Ministério da Saúde.

Conte com a Tecnologia Rayflex para a conservação dos alimentos!

Para garantir a conservação dos alimentos através do congelamento e do resfriamento e estar em conformidade com as principais normas sanitárias, é fundamental contar com soluções de alta qualidade em sua indústria, como é o caso das portas rápidas para câmaras frias.

Com alta performance de vedação e desenvolvidas para suportarem temperaturas negativas, que podem chegar até -30ºC, os modelos de portas rápidas da Rayflex possuem velocidade ultrarrápida e evitam a troca de temperatura com o ambiente externo. Além disso, as portas possuem fácil higienização e contam com possibilidade de abertura e fechamento automáticos.

Líder no mercado de portas rápidas e com 30 anos de experiência, a Rayflex conta com especialistas para garantir a melhor solução ao seu negócio. Para saber mais, entre em contato agora mesmo com um de nossos consultores.

Política de privacidade